Acidentes com raios

Perícia descartou a hipótese de curto-circuito e que prédio estava com vistoria vencida desde 2001.

A perícia pré-liminar do Corpo de Bombeiros aponta que o incêndio no edifício Mansão Excalibur, na zona Leste de Teresina, foi provocado por um raio numa descarga lateral no prédio. O parecer sobre os motivos do incêndio será entregue na próxima semana, porém o setor de perícia já descartou a hipótese de curto-circuito. “O desarme de nº 11 (local do crime) não apresenta traço de difusão que levaria ao curto-circuito”, informou o major João Costa. Segundo ele, a hipótese de queda de raio é a mais forte na investigação. “Nas análises constatamos que houve uma descarga lateral, provocado por um raio, mesmo o prédio tendo para-raio. Poderia ter havido uma falha no sistema”, disse Major Costa. No incêndio, houve desabamento de parte da janela e um abalo forte na estrutura da sala. O teto de gesso caiu, destruindo junto com fogo os imóveis do apartamento. O sofá, mesa, estante, cadeira e poltronas, além de aparelho de som e cortinas foram totalmente destruídas. O apartamento, que fica no 22º andar, é de propriedade de um dos sócios da construtora que construiu o prédio.

FALTA DE VISTORIA

O apartamento tem seguro, porém uma irregularidade apontada pelo Corpo de Bombeiros é que a vistoria no prédio Excalibur estava vencida desde 2001. O major Ronaldo Macedo informou que todo prédio precisa ter um sistema de prevenção contra incêndio e pânico, além de sistema de para-raio, gás canalizado e meio de fuga (escada e iluminação). “No prédio, constatamos que existia o meio de fuga, mas a vistoria no edifício estava vencida”, disse o major Macedo.
Maio de 2008

Yala Sena/cidadeverde.com

Raio atingiu prédio, danificando estrutura em Praia Grande (Foto: Rogério Soares/A Tribuna de Santos)

A quina da fachada de um prédio em Praia Grande, no litoral de São Paulo, ficou danificada após ter sido atingida por predio-raioum raio durante um temporal na manhã de domingo (12). O edifício não tinha para-raios, e moradores acabaram tendo seus eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos afetados após a descarga elétrica cair sobre a estrutura do prédio.

O temporal ocorreu nas cidades da Baixada Santista por volta das 5h de domingo. Várias ruas ficaram alagadas, mas nenhuma ocorrência grave foi registrada pelo Corpo de Bombeiros. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o fenômeno é comum durante o verão, quando os dias são marcados por calor intenso e tempestades. Nesse último temporal, foram registrados cerca de 40 raios, uma quantidade considerada regular, de acordo com o Inpe.

Fonte: Do G1 Santos

Templo da Igreja Batista dos Remédios, na Estrada do Bongi, teve área atingida

IGREJA-RAIOS

Pastor mostra teto do templo danificado pelo raio

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Um raio danificou parte de uma igreja evangélica neste domingo pela manhã, na Estrada do Bongi, em Afogados, Zona Oeste do Recife. O segundo andar do prédio da Igreja Batista dos Remédios foi atingido por volta das 11h. Por pouco não aconteceu uma tragédia. No local mais afetado fica área reservada aos filhos dos fiéis. Como estava chovendo muito, poucas pessoas compareceram ao culto daquele horário. Cerca de 200 pessoas estavam no espaço.

De acordo com o pastor José Xavier, muitos fiéis não foram ao culto devido às chuvas, principalmente aqueles que levam as crianças. “Por isso, o berçário estava vazio”, disse. O pastor informou, ainda, que viu um clarão muito grande. “Tinha muitos trovões e relâmpagos, mas a intensidade da luz do raio foi bem maior”, acrescentou.

A igreja foi evacuada e a rede elétrica, desligada. A igreja passou por uma reforma na estrutura em agosto do ano passado e, atualmente, as instalações elétricas estavam sendo trocadas. Na última quinta-feira, foram instalados um novo transformador e um pára-raio no prédio. “Acredito que essas medidas minimizaram os estragos”, concluiu o pastor.

A previsão é que a Uefs realize uma licitação internacional para adquirir os equipamentos danificados e também deverá ser feita uma nova instalação elétrica no prédio da Estação Climatológica.

Um raio de grande intensidade atingiu na madrugada de domingo (22) a Estação Climatológica da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) danificando quase todos os equipamentos, que ficam na área externa do prédio da estação. A instalação elétrica também foi prejudicada e houve até princípio de incêndio. A informação foi dada pela coordenadora da estação, professora Rosângela Leal. Ela calcula que os prejuízos são superiores a 100 mil reais.

“Hoje, quando chegamos na estação, é que vemos as reais dimensões dos problemas causados pelo raio. Nossa estação automática foi completamente destruída e alguns equipamentos analógicos, principalmente o pluviográfo (equipamento que mede a intensidade da chuvas) e o anemográfo, que é instalado em um tubo de 10 metros de altura”, lamentou Rosângela.

Segundo ela, provavelmente, o raio tenha sido captado através do tubo metálico do anemográfo, pelo fato dele ser mais alto que o para-raio da estação automática. Rosângela explicou que como o anemográfo é ligado através de fiação para o prédio, onde fica o escritório, da Estação Climatológica, danificou também todo o sistema elétrico.

Na parte interna do prédio, existem sinais de queimaduras nas paredes, tomadas foram derretidas com toda fiação e também foram danificados computadores, estabilizadores e a geladeira. “Esse raio simplesmente sobrecarregou todo o sistema elétrico da estação e estourou todas as tomadas”, afirmou a coordenadora.

Rosângela informou ainda que a estação ficou reduzida a equipamentos que ficam dentro de um abrigo de madeira na parte externa e o pluviômetro, que mede a quantidade da chuva indireta. Um dos dados principais da estação fornecidos, que é o direcionamento e a velocidade do vento, vai ficar completamente suspenso por tempo indeterminado. Ela acredita que a estação vai voltar a funcionar normalmente daqui a seis meses.

A previsão é que a Uefs realize uma licitação internacional para adquirir os equipamentos danificados e também deverá ser feita uma nova instalação elétrica no prédio da Estação Climatológica.

Acorda Cidade

O registro de Boletins de Ocorrências na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Vilhena (RO), a 700 quilômetros de Porto Velho, está temporariamente suspenso por causa de uma descarga elétrica na noite de quinta-feira (5) que danificou a rede elétrica e o sistema de internet no prédio local. De acordo com a Polícia Civil, técnicos da secretaria regional estão tentando identificar o problema e fazer os reparos necessários.

Ainda segundo a delegacia, alguns dos computadores também não ligaram na manhã de sexta-feira (6). Como os sistemas de registro de ocorrências é interligado com Porto Velho, nenhum caso está podendo ser registrado na unidade. O forte temporal com raios foi registrado na noite de quinta e durou cerca de duas horas.

Conforme a polícia, não existe previsão de retorno nos registros de ocorrências na primeira delegacia e com isso, as pessoas que precisam registrar algum boletim estão sendo encaminhadas para a Delegacia da Mulher, localizada na avenida Paraná, Zona Leste de Vilhena.

Autor: Jonatas Boni Do G1 RO

SÃO LUÍS – A queda de um raio nesta madrugada (26) teria sido responsável por um incêndio no prédio da Secretaria Municipal de Transporte Urbanos (Semtur), na Avenida Daniel de La Touche, no bairro Ipase. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio ocorreu numa sala de vídeo, contudo já foi controlado.

O incêndio só não ganhou proporção maior, por que os vigias e moradores do bairro, quando viram a fumaça e as chamar, acionaram a o Corpo de Bombeiros.

Ainda nesta madrugada, um outro raio caiu no Centro Educacional Reino Infantil, no bairro Renascença. Um muro do colégio caiu devido ao impacto do raio.

Nos dois casos registrados hoje não houve feridos.

Imirante.com e Rádio Mirante AM

Postado por Jobson Modena às 11:44

Não há informações sobre feridos; imóvel fica próximo à estação do teleférico

barraco-em-fogo

Um barraco foi destruído pelo fogo no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, próxmo à estação Palmeiras do teleférico,na noite da última terça-feira (5), enquanto um temporal atingia o Rio de Janeiro. Segundo moradores, o imóvel foi atingido por um raio, o que teria provocado o incêndio. Até o início da manhã desta quarta-feira (6), não havia informações sobre feridos.

 

Perícia vai avaliar se estrutura do local ficou danificado

Do R7, com Rede Record

Um raio provocou um incêndio que destruiu uma igreja centenária na cidade de Biguaçu, em Santa Catarina, na última segunda-feira (25). Chovia forte e testemunhas viram o raio atingir o local.

A perícia informou que deve avaliar nesta terça-feira (26) se a estrutura ficou comprometida. Somente a torre da igreja foi preservada, mas a parte interna ficou totalmente destruída.

O corpo de Bombeiros utilizou mais de 20 mil litros de água para controlar as chamas. A igreja estava vazia, por isso ninguém ficou ferido.

Do G1 Piraciacba e região

Três pessoas foram atingidas por um raio na tarde desta segunda-feira (25) em Piracicaba (SP). O acidente aconteceu na Rua Paulo Setúbal, na Vila Independência. Segundo o Corpo de Bombeiros, as vítimas usavam aparelhos eletrônicos no momento da descarga e sofreram ferimentos leves. O raio caiu na rua por volta de 17h40, mas não chovia no momento. As vítimas moram em três casas vizinhas e, segundo relataram, o raio atingiu uma antena parabólica.

Uma das vítimas se recusou a dar informações aos bombeiros. As outras são um adolescente de 15 anos e um homem de 50. O primeiro usava um fone de ouvido; o outro manuseava um mouse e também foi atingido.

Suspeita é que animais foram atingidos ao se esconder embaixo de árvores. Pecuarista contabiliza prejuízo de aproximadamente R$ 30 mil.

gado-morto-raios

Uma chuva forte com raios e trovoadas que atingiu Minaçu, no norte de Goiás, resultou na morte de 36 cabeças de gado, em uma fazenda na região. A suspeita é que eles se esconderam da chuva embaixo das árvores e foram atingidos pelo raio.

A tempestade  durou cerca de quatro horas no sábado (23), mas o caseiro da fazenda só conseguiu encontrar os animais mortos três dias depois do vendaval, na terça-feira (26). Uma pá carregadeira da prefeitura foi usada para enterrar os animais em uma vala. No total, são 20 vacas, nove novilhas e sete bezerros.

No pasto, havia aproximadamente 100 animais, e os 36 que foram atingidos morreram em um raio de dez metros.  Entre os animais mortos, algumas novilhas haviam sido separadas para repor o rebanho de matrizes. O fazendeiro calcula um prejuízo em torno de R$ 30 mil.

Produtor rural afirma que o prejuízo estimado é de R$ 25 mil. Em novembro de 2012 cinco cabeças de gado foram atingidas.

gado-atingido-por-raio

Do G1 Sul de Minas

Um raio matou 10 cabeças de gado no último domingo (24) em Campo Belo (MG). Segundo o proprietário, William Anastácio, o raio caiu próximo a uma árvore e matou os animais. Eram oito vacas leiteiras, um novilho e um touro. As vacas eram da raça girolando e o prejuízo estimado é de cerca de R$ 25 mil. O caso só foi divulgado nesta terça-feira (26) pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

De acordo com o produtor, são produzidos cerca de 200 mil litros de leite por mês, no entanto, as vacas atingidas pelo raio não estavam entre as produtoras. “As vacas que morreram estavam todas prenhas”, disse.

Em novembro de 2012 outros cinco animais morreram afetados por uma descarga elétrica. “Na ocasião o prejuízo foi menor, de cerca de R$ 8 mil”, contou.  As vacas foram atingidas no momento em que estavam embaixo de uma árvore.

Ainda segundo o produtor, os raios são comuns na região. A distância entre o local em que caiu o primeiro raio e o segundo é de apenas 70 metros. “Não sei o motivo de tantos raios, até então não recebi nenhum tipo de orientação sobre o que fazer em casos de descargas elétricas ou para evitar a morte do gado”, comentou.

Nota da redação: Ao contrário do que foi publicado antes, são produzidos cerca de 200 mil litros de leite por mês e não por dia.

Na última segunda-feira, 25 de fevereiro, uma igreja pegou fogo durante uma tempestade em Santa Catarina e o incêndio destruiu toda a construção, menos uma Bíblia que estava sobre o altar.

biblia-raios

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A Igreja de São Sebastião, na região metropolitana de Florianópolis, teria sido atingida por um raio, segundo depoimentos de moradores da área. Além da Bíblia, o que restou da antiga igreja foi o sino e as paredes.

O Corpo de Bombeiros levou mais de duas horas para conter as chamas, e no dia seguinte, a perícia esteve no local para apurar oficialmente a causa do incêndio. “Segundo informações de populares passadas ao Corpo de Bombeiros, uma descarga elétrica teria iniciado o fogo na igreja. Mas nós vamos apurar esses fatos ainda”, afirmou o soldado Reinaldo de Oliveira.

Os bombeiros afirmaram ainda que a Bíblia estava num local que não foi atingido diretamente pelas chamas, e nas mesmas condições, qualquer outro livro espesso, como um dicionário por exemplo, também não teria sido queimado completamente. O exemplar da Bíblia teve a capa e as bordas queimadas, porém as páginas não foram atingidas.

O padre responsável pela paróquia lamentou o incêndio, e afirmou ao G1 que ainda não calculou os prejuízos: “Foi uma fatalidade da própria natureza. A gente acredita na capacidade do povo se reorganizar e restaurar totalmente essa igreja”, disse.

A queda de um raio no Supermercado Krill, no Jardim Casqueiro, em Cubatão, teria motivado o desabamento parcial da fachada do estabelecimento, ocasionando a morte da auxiliar de enfermagem Aline Domingos Barros Ribeiro, de 27 anos.  Essa informação foi passada por um funcionário do supermercado, que preferiu não se identificar, na tarde desta terça-feira (26).

“Conversei com algumas pessoas que estavam perto da Aline ontem (segunda-feira) e eles falaram que um raio atingiu o para-raios do supermercado. Logo depois veio um clarão e ocorreu o desabamento. Foi um efeito dominó”, explica o funcionário.

A Prefeitura de Cubatão embargou o supermercado, que só voltará funcionar após a realização de reparos, apresentação de laudos técnicos de engenharia e novo Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros que atestem a segurança da edificação. Depois da apresentação dos laudos, o Departamento de Engenharia da Prefeitura analisará os dados para autorizar a retoma de atividades no estabelecimento.

De acordo com o funcionário do supermercado, o estabelecimento permanecerá fechado durante uma semana para serviços de reparo. Ele ainda relatou que, na noite de segunda-feira (25), cerca de 300 pessoas tentaram invadir e saquear o estabelecimento após o acidente.

Segundo consta no boletim de ocorrência da morte de Aline, a vítima se abrigava com outras pessoas embaixo da marquise da porta de entrada do supermercado, quando foi atingida por pedaços de bloco, ferro e concreto. A auxiliar de enfermagem faleceu no local.

O caso foi registrado como homicídio culposo e lesão corporal culposa. O marido da vítima, Vinícius Elias Moreira, de 26 anos, teve ferimentos no braço, foi encaminhado a um pronto-socorro e liberado.

super-desabado

Casa no Jardim Novo Mundo, é destruída por descarga elétrica; fenômeno é comum, diz meteorologista.
Um clarão seguido de um estrondo assustou a dona de casa Milena Lourdes Lima, 31 anos. Ela não teve tempo nem de pensar no que aconteceu. Pegou a filha Isabel, de apenas 36 dias, e correu para a casa geminada atingida, de Luciane Cristina Silva, 24. Mas logo notou que o problema era maior. “Depois do raio atingir a casa e clarear tudo, eu e ela percebemos que ainda não estávamos protegidas. Uma nuvem de fumaça invadiu a minha casa também”, conta  Luciane.